HOME
QUEM SOMOS
RESULTADOS
CADASTRO
NOTICIAS
CONTATO


Varrela Produção é capaz de atender mercado de carne gourmet
2018-10-05 16:56:11

Carne macia e de qualidade. Os consumidores no País estão cada vez mais exigentes e a pecuária moderna investe em ferramentas tecnológicas para melhorar a genética do rebanho. Como é o caso da Varrela Pecuária, que vai disponibilizar no dia 22 de outubro, às 19h, animais prontos para atender o mercado de gado de corte.

A diretora Técnica da Designer Genes Technologies Brasil, dra. Liliane Suguisawa, acredita que os animais do Leilão Varrela são capazes de atender o que o criador precisa para melhorar a sua seleção. Segundo ela, é uma oportunidade de adquirir um animal com qualidade de carne e maciez.

“Pensando no mercado que está valorizando a carne gourmet de alta qualidade, o que você vai entregar como produto em 2021 vai ser decidido na compra de touros em 2018. O pecuarista sempre esquece que a carne é determinada pela genética da matriz e do touro. Tendo um animal com genética capaz de produzir carne de qualidade, isso é garantido”, acredita Suguisawa.

Durante o remate serão ofertados reprodutores nelore para repasse, novilhas PO e cara limpa, prenhes e prontas para a estação de monta, gado comercial, além de pacotes de sêmen do touro Echelon FIV, que foi campeão na prova de desempenho da Embrapa.

“Quem for ao leilão da Verrla vai ter possibilidade de encontrar touros com mapeamento de ultrassonografia de carcaça e vai poder escolher qual animal levar, entre tantos com alto rendimento, alto ganho de peso, alta precocidade de abate e alto marmoreio”, ressalta a diretora da DGT.  

Melhoramento

O Brasil possui atualmente cerca de 80% do rebanho nelore no território nacional. Após anos de melhoramento genético do gado, a raça conseguiu quase se igualar a qualidade da carne europeia, mantendo as características de adaptação e alta resistência.

“Nunca se pensou com nelore de carne de qualidade. Com o trabalho de mapeamento já foi verificado de ate 15 % da raça nelore é capaz de ter genética e transmitir aos descendentes. É um momento de alegria porque estamos usando nelore de alta qualidade e marmoreio para fazer o repasse e incorporar a fêmea positiva no rebanho”, explica a dra. Liliane Suguisawa. 

Fonte:
Link de acesso: